BARRA_comoconcorrer2019_DoutoramentoCE_FASE 3.jpg

Desdobrável Informativo - D​outora​mento em​ Ciên​cias da Edu​cação ​​​2019 | 2020

O Ciclo de Estudos conducente ao grau de D​ou​tor em Ciências da Educação tem a duração de 3 anos (em regime de tempo inteiro), o que corresponde a 180 ECTS. Este Ciclo de Estudos visa, essenc​ialmente, o des​envo​lvimento de: capacidades de compreensão sistemática num domínio científico de estudo; competências, aptidões e métodos de investigação associados a um do​mínio cien​tífico; capacidade para conceb​er, projetar, adaptar e realizar uma investigação significativa respeitando as exigências impostas pelos padrões d​e qualidade e integr​idad​e acad​émicas. Este ciclo de estudos integra a elaboração de uma tese original e especialmente elaborada para este fim, adequada à natureza do ramo de conhecimento e da esp​ecialidade de doutoramento. Embora não haja uma componente curricular obrigatória​, os doutorandos podem ser aconselhad​os a realizar algumas unidades curriculares, selecionadas em função da formação do candidato e do trabalho de investigação a desenvolver.  No ano letivo 2019 - 2020 ​o doutoramento em Ciências da Educação contempla especialidades com e sem componente curricular.

Este Doutoramento contempla as seguintes especialidades com COMPONENTE CURRICULAR 2019 - 2020

- Desenvolvimento Curricular ​
- Literacias e Ensino de Português  
- Organização e Administração Escolar 
- Psicologia da Educação 
- Sociologia da Educação e Política Educativa ​- ​Não abre vagas na 3ª fase
- Tecnologia Educativa (6 vaga​s) - Não abre vagas na 3ª fase
- Supervisão Pedagógica 
(Candidatura 3ªfase -26 de agosto a 04 de setembro 2019)


Este Doutoramento contempla as seguintes especialidades SEM COMPONENTE CURRICULAR: 

 - Desenvolvimento Curricular
- Educação em Ciências
- Educação em História e Ciências Sociais;
- Educação em Línguas Estrangeiras;
- Educação Matemática;
- Filosofia e História da Educação;
- Literacias e Ensino do Português;
- Organização e Administração Escolar;
- Psicologia da Educação;
- Sociologia da Educaçã​o e Política Educativa;
- Supervisão Pedagógica;
- Tecnologia Educativa
(Candidatura​ em qualquer época do ano)


2019/2020

Geral


Grau Académico:
  • Doutor
ECTS:
180
Duração:
6 semestres letivos
Regime:
Misto
Local:
Campus de Gualtar, Braga
Área científica predominante:

Contactos


    Instituto de Educação
    Campus de Gualtar
    4710-057 Braga

    Tel: 253604240 Fax: 253604659
    E-Mail: sec@ie.uminho.pt; lmsantos@ie.uminho.pt
    URL: https://www.ie.uminho.pt

Descrição


O Doutoramento em Ciências da Educação (DCE) promove a investigação autónoma e avançada nos diferentes domínios das CE, incluindo a Educação, o Ensino, a Formação de Formadores e as Ciências Básicas da Educação. As competências a desenvolver nos doutorandos passam pelo conhecimento aprofundado e reflexivo numa determinada área temática a pesquisar, pelo desenvolvimento de metodologias de recolha, análise e sistematização de dados, pela responsabilidade ética e profissional pelo conhecimento construído e posicionamentos assumidos, pela divulgação científica das principais conclusões, destacando os contributos da investigação realizada para a inovação e a transformação dos contextos e das políticas educativas.
O Curso, na sua vertente tutorial, assenta na realização, pelo doutorando, de uma investigação e na elaboração e defesa em provas públicas de uma Tese original, enquadrada numa das 12 áreas de especialização do doutoramento: Desenvolvimento Curricular, Educação em Ciências, Educação em História e Ciências Sociais, Educação em Línguas Estrangeiras, Educação Matemática, Filosofia e História da Educação, Literacias e Ensino do Português, Organização e Administração Escolar, Sociologia da Educação e Política Educativa, Psicologia da Educação, Supervisão Pedagógica, e Tecnologia Educativa.
Em termos de metodologia de trabalho espera-se do doutorando a consulta de bibliografia atual e especializada na área da sua investigação, bem como, no quadro dos projetos de investigação da instituição, a realização de um estudo original com metodologia adequada, sob a supervisão do(s) seu(s) orientador(es). Os doutorandos são incentivados a participar em seminários e a realizar estadias breves noutras instituições, assim como a apresentar comunicações e artigos.
O Curso, com componente curricular no 1º ano, visa a capacitação do doutorando para a realização de uma investigação conducente à elaboração e defesa em provas públicas de uma Tese original, enquadrada numa das 9 áreas de especialização do doutoramento: Desenvolvimento Curricular, Educação em Ciências, Educação Matemática , Literacias e Ensino do Português, Organização e Administração Escolar, Sociologia da Educação e Política Educativa, Psicologia da Educação, Supervisão Pedagógica e Tecnologia Educativa, conforme Despacho nº 230/2018, DR, 2ªsérie - nº3, de 4 de janeiro.
No 1º ano, o doutorando realiza unidades curriculares de fundamentação em CE, metodologia da investigação e temas de pesquisa na área de especialização, entendidas como suporte à construção do seu projeto de investigação, no quadro dos projetos de investigação da instituição. No 2º e 3º ano o doutorando concretiza o seu projeto de investigação, sob a supervisão do(s) seu(s) orientador(es). Os doutorandos são incentivados a participar em seminários e a realizar estadias breves noutras instituições, assim como a apresentar comunicações e artigos.

Resultados de aprendizagem


1. Conhecer aprofundadamente os modelos teóricos dos temas versados na investigação e na tese, consultando a bibliografia nacional e estrangeira relevante e atual na área;
2. Conhecer as metodologias qualitativas e quantitativas de investigação em Ciências da Educação;
3. Construir sínteses reflexivas, a partir da teorização e dos resultados da investigação na área;
4. Demonstrar autonomia na condução de investigação, nomeadamente conceber e realizar projetos;
5. Equacionar e interpretar problemas das Ciências da Educação numa perspetiva sistémica e numa visão crítica do conhecimento;
6. Refletir e discutir resultados da investigação;
7. Comunicar oralmente e por escrito resultados, reflexões e conclusões junto de públicos diversos;
8. Refletir sobre o potencial impacto e relevância da sua investigação, promovendo a inovação e a transformação das políticas e das práticas.

Acesso a estudos superiores


O Doutoramento é o grau máximo atribuído pela Academia. Este curso possibilita o acesso a estudos de pós-doutoramento e confere a capacidade técnico-científica para a realização de investigação autónoma em Ciências da Educação, em particular na área de especialização respetiva.

Saídas profissionais


O grau de doutor é um requisito de ingresso ou progresso na carreira académica no Ensino Superior. Também em outras carreiras profissionais, o grau de doutor releva para efeitos de progressão de carreira e para uma diferenciação, por complexificação, das funções (estudos, concepção e direção de projetos), por exemplo em serviços da administração central e local, associações ou fundações, instituições de solidariedade social, empresas, centros de investigação ou agrupamentos escolares. O grau de doutor qualifica também os seus detentores para o desempenho de funções de investigação científica no ramo de conhecimento e área de especialização a que se refere este grau, bem como para atividades relacionadas com a promoção e divulgação de atividades de elevada exigência científica e técnica.

Acesso


37

Vagas

21

Mínimo

Formas de acesso


O acesso a este ciclo de estudos processa-se mediante apresentação de candidatura no Instituto de Educação da Universidade do Minho.

O requerimento de candidatura, a entregar no Instituto de Educação, deve ser acompanhado dos seguintes documentos: Curriculum Vitae detalhado; cópias dos certificados de habilitações; termo de aceitação por parte do(s) orientador(es) proposto(s); projeto de tese, subscrito pelo(s) orientador(es) e pelo(a) candidato(a).
 
Esta informação não dispensa a consulta do Regulamento do Ciclo de Estudos Conducentes à Obtenção do Grau de Doutor pela Universidade do Minho e outros documentos.

Pré-requisitos formais


Podem candidatar-se ao Doutoramento em Ciências da Educação os educadores de infância, professores do ensino básico, secundário e superior, formadores, consultores, gestores e avaliadores de projetos educativos, e outros profissionais que trabalhem no âmbito de organizações educativas ou com valências educativas na sua formação, que sejam titulares do grau de mestre em Educação/Ciências da Educação ou áreas afins, ou detentores de um currículo escolar, científico ou profissional especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste Ciclo de Estudos pelo Conselho Científico do Instituto de Educação.

Pré-requisitos recomendados


Os pré-requisitos recomendados prendem-se com a autonomia dos estudantes e, preferencialmente com o domínio ao nível da leitura, escrita e conversação em uma ou mais línguas que não apenas o português. Considera-se também relevante a detenção de grau de mestre e/ou prática de investigação ou profissional de elevado mérito.

Critérios de classificação e seriação
O processo de seleção inclui a análise do curriculum vitae do candidato e a elaboração de um projeto de investigação. Os critérios de seleção têm em consideração:
- qualificações académicas (relevância da área científica de proveniência e classificação final de licenciatura e de mestrado, as publicações e as comunicações em encontros científicos, bem como a participação em projetos de investigação e experiência profissional.
Os projetos de investigação são aprovados pelo Conselho Científico do Instituto de Educação.

Prazos de candidatura


Informações sobre Prazos de Candidatura podem ser consultadas em:
https://www.ie.uminho.pt/pt/Ensino/Doutoramentos/Paginas/candidaturasdoutoramentos2018.aspx

Prazos de inscrição


Informações sobre Prazos de Inscrições podem ser consultadas em:
https://www.ie.uminho.pt/pt/Ensino/Doutoramentos/Paginas/candidaturasdoutoramentos2018.aspx

Informação Adiccional


Plano de Estudos


Avaliação/Acreditação


Estado de acreditação pela A3ES:
Acreditado
Data de publicação da decisão:
13-09-2016
Relatório submetido para A3ES:
Número de Registo:
R/A-Ef 2387/2011/AL01
Data de Registo:
31-10-2017
Validade:
12-09-2022

​​

Apresentação das Especialidades

Desenvolvimento Curricular 

Perante uma sociedade que consigna cada vez mais relevância à investigação e ao conhecimento, os Estudos Curriculares têm vindo a afirmar-se como um campo de estudos internacionalmente reconhecidos, sobretudo pela diversidade de teorias, modelos e práticas que convocam em contextos formais, não formais e informais de educação e formação ao longo da vida. Assim, o doutoramento na especialidade de Desenvolvimento Curricular tem como objeto de investigação a conceção, desenvolvimento e avaliação de projetos curriculares integrados, concretizados na gestão de processos de educação e formação promotores de aprendizagens e enquadrados pela análise das teorias curriculares, das políticas, dos processos e das práticas curriculares em diversos contextos educativos.​ Temas exemplificativos de áreas de desenvolvimento de projetos nesta especialidade do Doutoramento em Ciências da Educação Políticas e práticas curriculares em vários níveis e contextos de decisão. Reformas educativas e curriculares na mudança das práticas dos professores e das organizações. Tensões e dilemas nas teorias e práticas de avaliação das aprendizagens, do desempenho docente e das organizações escolares. Identidade(s) e profissionalidade docente. Referenciais e práticas de desenvolvimento profissional de formadores e educadores em contextos curriculares. Aprendizagens formais, não formais e informais em articulação com as políticas, os processos e as práticas curriculares. Novos espaços de aprendizagem na lógica da educação urbana.

Doutoramento_CE_Esp_Desenvolvimento​​​ (flyer 2016)​​


Educação em Línguas Estrangeiras

Esta especialidade de doutoramento visa promover e consolidar a investigação sobre políticas, contextos, práticas e discursos no campo do ensino e da aprendizagem de línguas estrangeiras e segundas nos ensinos básico, secundário e superior. Defende-se uma visão crítica da educação em línguas, assente em valores humanistas e democráticos, orientada para a construção de práticas transformadoras e emancipatórias, em consonância ou dissonância com políticas curriculares e linguísticas (trans)nacionais. Privilegia-se o paradigma naturalista da investigação educacional no âmbito de estudos de natureza descritiva ou interventiva, com recurso a desenhos metodológicos adequados à complexidade da experiência educativa e dos problemas que nela se colocam. O conhecimento produzido deve ser relevante para a compreensão e a transformação da educação em línguas estrangeiras, com implicações aos níveis político, curricular, pedagógico, formativo e investigativo.
Entre as temáticas que podem ser estudadas, podemos salientar as políticas linguísticas e curriculares presentes em documentos reguladores a promoção de uma pedagogia para a autonomia, o desenvolvimento de abordagens para a diversidade linguística e cultural, e a (auto/co)avaliação de competências comunicativas e de aprendizagem. ​


Educação Matemática 

Esta especialidade de doutoramento visa a realização de investigação conducente à produção de conhecimento no âmbito da Educação Matemática, focando temáticas relevantes para o progresso do ensino e da aprendizagem da Matemática, desde os primeiros anos de escolaridade até ao ensino superior.
Na definição do percurso de formação e de investigação de cada doutorando, ter-se-á em consideração as suas necessidades e interesses profissionais, particularmente no que concerne à definição da temática de investigação a desenvolver no âmbito da tese de doutoramento. Por isso, as temáticas a desenvolver podem ser muito diversificadas, desde que sejam relevantes para a Educação Matemática. A título de exemplo, podem referir-se as seguintes: conhecimentos relevantes para ensinar matemática; práticas de ensino de matemática; uso das TIC no ensino e aprendizagem da matemática; e aprendizagem de conceitos matemáticos.​


Filosofia da Educação 

No âmbito do Doutoramento em Ciências da Educação da Universidade do Minho, a especialidade de Filosofia da Educação identifica-se pelo seu objetivo de fundamentar o fenómeno educacional de um modo mais global, mais totalizante e vital, não se contentando em explicar e/ou compreender processos educacionais. A Filosofia da Educação trata da análise da linguagem educacional, do enquadramento epistemológico dos saberes sobre a educação e da investigação dos fins e valores da educação. Aborda igualmente o pensamento dos grandes filósofos e pedagogos.
Possui várias tarefas: analisar a linguagem para a esclarecer e, deste modo, evitar e/ou desfazer equívocos; enquadrar o conhecimento científico-educacional, classificando, delimitando, justificando e avaliando a investigação desenvolvida neste domínio; aceitando que a educação é coisa tipicamente humana (Kant), ela questiona o que é o Homem, a sua educação e qual o fim desta (questões antropológica e teleológica); por fim, investiga critica e refletidamente o pensamento filosófico-educacional historicamente perspetivado.​
Temas exemplificativos de áreas de desenvolvimento de projetos nesta especialidade do Doutoramento em Ciências da Educação
Problemáticas antropológicas da educação contemporânea;
Epistemologia da Aprendizagem e da Educação;
Pensamento filosófico-educacional ao longo da História da Filosofia;
Pensamento filosófico-educacional português;
Educação e Imaginário;
Educação e epistemologia da complexidade; Epistemologia das teorias e modelos em Educação e Promoção para a Saúde;
Fundamentação bioética na formação de profissionais de saúde;
Educação para o sofrimento;
Educação sociocomunitária.


História da Educação 

No âmbito do Doutoramento em Ciências da Educação da Universidade do Minho, a especialidade de História da Educação identifica-se pelo seu objetivo de compreender o movimento que produziu os fenómenos da educação e do ensino particularmente a partir do século XVII.
Tendo por essência os textos, os documentos de arquivo e as memórias provenientes do universo e dos meios educativos cruza-os com os contextos históricos, culturais e sociais, possibilitando construir uma visão contrastada da história da educação e do ensino como história social e cultural e não exclusivamente politica.
A diacronia do campo educativo, redescobre-se na problematização sincrónica pelas transformações dos diversos atores nas suas atividades reais, constituindo-se assim um universo de ação e de pensamento, como produto socio-histórico de uma cultura educativa e de uma cultura escolar em interação com contextos, com antropologias e sociologias muito específicos, impondo-se na sociedade moderna nas suas múltiplas dimensões sociais. ​
Temas exemplificativos de áreas de desenvolvimento de projetos nesta especialidade do Doutoramento em Ciências da Educação
Aspetos teóricos e gerais – Movimentos e correntes pedagógicas;
A educação em geral – Meios sociais e modos educativos, Educação confessional e educação laica;
Domínios da educação – Conteúdos do saber; Disciplinas escolares; 
Aprendizagem e formação extraescolar – Educação popular, Educação e formação de adultos;
Organização e instituições escolares – História das instituições escolares;
Pessoal escolar – Formação dos professores; Associativismo docente;
Métodos e técnicas de ensino – A cultura escolar; Fórmulas pedagógicas;
Meio e vida escolares – Memórias e recordações da escola, do ensino, dos professores, dos alunos; Tempo escolar; Sociabilidades estudantis.


Literacias e Ensino do Português 

Esta especialidade visa a produção de conhecimento sobre as múltiplas facetas da literacia, particularmente nas suas relações com os discursos, contextos, práticas e recursos de educação na área do Português, em ambientes escolares e não escolares. 
As temáticas a estudar são muito diversas, mas sempre definidas a partir de questões que sejam pedagógica e socialmente relevantes particularmente para os países onde o Português é língua oficial. De entre estas salientam-se, como exemplo, políticas de educação linguística, práticas escolares e sociais de construção de sujeitos letrados, o discurso da aula de língua, os manuais escolares, as relações entre língua, literatura e cultura, a transversalidade e especialidade do Português no currículo. Dá-se privilégio a estudos comprometidos com uma visão crítica e emancipatória da aprendizagem e uso da língua e dos textos, capazes de contribuir para a mudança de políticas e práticas de educação linguística, de promover melhores aprendizagens para melhores futuros.​


Organização e Administração Escolar 

O doutoramento em Organização e Administração Escolar tem como objetivo a produção de conhecimento sobre a organização e a administração do sistema educativo e das escolas, incluindo ainda o estudo de organizações educativas não escolares e de valências de educação e formação integradas em organizações de diverso tipo.
Ao conceder protagonismo a uma abordagem meso-analítica, para esse efeito integrando os contributos da sociologia das organizações educativas e das teorias da administração educacional, procura-se o estabelecimento de articulações produtivas, em termos de estudo, com as políticas educativas, as quais conferem sentido aos fenómenos de administração da educação e aos diferentes contextos organizacionais em que ocorrem, incluindo as práticas dos atores em nível micro.​
De entre as potenciais temáticas a desenvolver referem-se, a título de exemplo: a influência das teorias e doutrinas da gestão empresarial no campo da educação e as diferentes conceções organizacionais de escola; os fenómenos de centralização, desconcentração e descentralização da educação, de racionalização da rede e agrupamento de escolas, bem como as políticas, os conceitos e as práticas de autonomia das escolas; as teorias, os conceitos e as práticas de democracia e de participação nos processos de decisão que ocorrem nas escolas; a análise dos fenómenos de governação e de direção das organizações educativas, das práticas de liderança, de cooperação e de colegialidade; as implicações organizacionais e administrativas dos novos fenómenos de garantia da qualidade, de avaliação externa e de rankings escolares, entre outros.


Política Educativa 

O doutoramento em Política Educativa tem como objetivo a produção de conhecimento sobre as políticas públicas de educação, enquanto campo de análise polifacetado, que inclui os processos de construção e desenvolvimento, em múltiplas escalas (global/supranacional, nacional, subnacional/local, institucional) e contextos (escolares, não-escolares, formais, informais), envolvendo um amplo espetro de atores e consequências. Procura-se compreender e explicar, designadamente, as relações entre as políticas públicas de educação, a reprodução e as mudanças sociais.
Potenciais temáticas de investigação a desenvolver são, entre outras: globalização, União Europeia e políticas de educação; as políticas públicas de educação em diversos setores de ensino ― da educação de infância à educação profissional, ensino superior ou educação e formação de adultos e ao longo da vida; dinâmicas e atores socioeducativos (dos pais aos municípios, associações de desenvolvimento local, empresas ou ONG) e políticas públicas; gerencialismo, reformas do estado e políticas públicas de educação (regulação baseada em resultados; contratualização, privatização, mercadorização); políticas de avaliação (dos sistemas, institucional, de desempenho, pedagógica); políticas públicas, profissionalidades e metamorfoses do campo educativo.


Psicologia da Educação 

A Psicologia da Educação, no seio das Ciências da Educação, estuda as variáveis psicológicas dos indivíduos e dos contextos com impacto no desenvolvimento, aprendizagem e rendimento. As questões do desenvolvimento psicológico e da aprendizagem são centrais, mas igualmente podemos incluir a parentalidade, o ensino, a formação profissional e o desenvolvimento da carreira, entre outros tópicos. Mesmo tradicionalmente mais centrada na infância e adolescência, a Psicologia da Educação percorre todas as idades ou fases da vida. Ao mesmo tempo, ainda que mais centrada nas variáveis psicológicas dos indivíduos (inteligência, motivação, personalidade, atitudes…), a Psicologia da Educação estuda igualmente os contextos e os agentes, formais e informais, nomeadamente como tais contextos e agentes configuram e podem promover a qualidade do desenvolvimento psicossocial e da aprendizagem dos indivíduos. 
Neste sentido, exemplificam-se alguns tópicos como potenciais temas das teses de doutoramento na especialidade de Psicologia da Educação: formação e desenvolvimento psicossocial ao longo do ciclo de vida; papel dos pais, dos professores e das instituições educativas, formais e informais, no desenvolvimento psicossocial; aprendizagem e rendimento académico; transições escolares; escolhas vocacionais e carreira; necessidades especiais e inclusão.​


Sociologia da Educação 

O doutoramento na especialidade de Sociologia da Educação destina-se a candidatos que procuram aprofundar, de forma teórica e empiricamente sustentada, os processos de ensino e aprendizagem, quer eles ocorram na escola, quer ocorram em qualquer outro espaço e tempo social e organizacional. A sociologia da educação constitui um campo de conhecimento consolidado a nível nacional e internacional, em cujo património científico se inscrevem contribuições de autores de referência de muitos e diferentes países do sistema mundial. Tendo começado por ser, como grande parte das ciências sociais e humanas, produto de investigação circunscrita aos espaços nacionais, a sociologia da educação está hoje a atravessar um período de grande dinamismo pelo facto de os processos de globalização desafiarem os quadros teórico-conceptuais e as metodologias tradicionais, e estarem a aprofundar novas perspetivas e novas abordagens para a investigação nas mais diversas e complexas realidades educacionais, pesem embora os constrangimentos que afetam este campo do conhecimento. São, a este propósito, particularmente importantes os desafios colocados pela emergência de novas desigualdades, como é o caso do precariado, a crítica à exclusividade da ciência eurocêntrica, a proposta de uma ecologia de saberes ou a crescente centralidade das perspetivas pós-coloniais. 
Para além das temáticas clássicas da sociologia da educação, têm hoje particular centralidade os objetos de estudo relativos à exclusão, justiça cognitiva, excelência e meritocracia, experiência escolar e não escolar, percursos e biografias de aprendizagem, refugiados, emigrações e diásporas, sociedade e economia do conhecimento, práticas profissionais, aprendizagens virtuais e ensino a distância, mobilidade estudantil, internacionalização da educação superior, novas estratégias educativas das classes sociais… Por estas razões, um programa de doutoramento em sociologia da educação não pode deixar de favorecer o exercício da imaginação, investigação e interpretação das realidades, instituições, práticas educativas e sentidos construídos pelos atores, através de processos de desocultação ancorados numa sólida formação teórico-concetual e metodológica.​


Supervisão Pedagógica 

Esta especialidade de doutoramento, de âmbito multidisciplinar, visa promover e consolidar a investigação sobre a formação e o desenvolvimento profissional de educadores/professores, em situação de supervisão acompanhada (vertical e horizontal) ou de autossupervisão. Defende-se uma conceção de supervisão pedagógica como teoria e prática de regulação crítica de processos educativos orientados para a promoção da qualidade das aprendizagens e para o desenvolvimento reflexivo e emancipatório do educador/professor. Podem ser realizados estudos de natureza descritiva ou interventiva, com recurso a desenhos metodológicos adequados à complexidade da supervisão e dos problemas que nela se colocam. O conhecimento produzido deve ser relevante para a compreensão e a transformação de políticas, contextos, práticas e discursos formativos e educativos.
Entre as temáticas que podem ser estudadas, podemos salientar as políticas e modelos de formação/ supervisão na formação inicial e contínua de educadores/professores, a relação entre supervisão e avaliação do desempenho docente, ou o impacto de estratégias supervisivas específicas, na formação de professores/educadores/formadores, como a observação de aulas, a análise de casos, a elaboração de diários ou portefólios e a investigação-ação. ​


Tecnologia Educativa

​O doutoramento na especialidade de Tecnologia Educativa (TE) tem como objeto de investigação a conceção​, o desenvolvimento e a avaliação de sistemas, processos e ambientes de aprendizagem suportadas pelas Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação. Assume-se como premissa que as TIC não são meros instrumentos que possibilitam a emissão e receção de informação, antes condicionam a ecologia cognitiva e organizacional das sociedades, estimulando transformações nos vários níveis do sistema sociocultural (educativo, económico, político, social, religioso, cultural, etc.). Deste modo, as TIC têm profundas relações com os modos de ensinar e aprender, em todos os contextos educativos e formativos (formais e informais) e em todas as etapas da aprendizagem e desenvolvimento humano.
O doutoramento em TE constitui uma especialidade dirigida para a formação de educadores e professores dos diferentes níveis de ensino ligados a instituições escolares e não escolares, de técnicos superiores de instituições de formação e consultoria em TE, responsáveis nas áreas da educação e animação sociocultural, formadores e gestores de projetos de formação online, autores de materiais pedagógicos multimédia, entre outros profissionais com interesses na área das Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Educação.​
Temas exemplificativos de áreas de desenvolvimento de projetos nesta especialidade do Doutoramento em Ciências da Educação
Ambientes Emergentes: Novos cenários de inovação para a educação na sociedade digital; Educação a Distância e Elearning; Blended learning; Mobile Learning; Aprendizagem Ubíqua; Mundos virtuais; Ambientes pessoais de aprendizagem; Redes sociais e aprendizagem em rede; Comunicação e colaboração online; Jogos educacionais e simulações digitais; Massive Online Open Courses (MOOC) e Educação.
O Digital e o Currículo: TIC na formação inicial e continua de professores; Politicas, Programas e Projetos de integração curricular das TIC; Objetos de aprendizagem e recursos educativos digitais; Literacias, competências e inclusão digital; Empreendedorismo Digital; TIC e necessidades educativas especiais.
Avaliação Digital: avaliação da usabilidade em recursos digitais; avaliação de cursos online; avaliação da aprendizagem em educação online.


A especialid ade de Tecnologia Educativa do doutoramento em Ciências da Educação  faz parte Programa  de Doutoramento "Aprendiz agem Enriquecida com Tecnologia e Desafios Societais / Technology Enhanced Learning and Societal Challenges (TELSC)" que integra as Universidades do Minho Lisboa e de Aveiro, e é apoiado e financiado pela FCT (Fundação para a Ciência e a Tecnologia).

​A candidatura a doutoramento para o ano letivo de 2019-2020 está a  decorrer entre 15 de abril e 30 de abril de 2019,  conforme Edital respetivo (https://www.ie.uminho.pt/pt/Ensino/Doutoramentos/Paginas/default.aspx)

Também se encontra a decorrer, no âmbito do Programa TELSC, uma candidatura a Bolsas de Doutoramento, no período de ​18 de Abril a 3 de junho, conforme Edital respetivo (http://telsc.ie.ulisboa.pt).

CANDIDATURAS a BOLSA DE Doutoramento em Ciências da Educação - Tecnologia Educativa
Programa de Doutoramento - Aprendizagem Enriquecida com Tecnologia e Desafios Societais.
Prazo de candidatura a Bolsa: 18 de abril a 3 de junho de 2019.

Assim, os candidatos admitidos ao Doutoramento em Ciências da Educação - Tecnologia Educativa (candidatura deste ano, 2019-2020), bem comos os doutorandos que se encontram já a frequentar o Doutoramento em Ciências da Educação - Tecnologia Educativa, podem candidatar-se às bolsas atribuídas ao Programa TELSC (2 atribuídas ao Doutoramento em CE – TE do IE/UMinho).

O edital para o concurso de bolsas de Doutoramento 2019 está publicado em: http://telsc.ie.ulisboa.pt/
Envio da documentação para a Bolsa: bolsas@ie.uminho.pt
Número de bolsas de doutoramento (Doutoramento em Ciências da Educação - Tecnologia Educativa do IE/UMinho): 2

Contacto para esclarecimento de dúvidas acerca do programa ou do processo de candidaturas: telsc@ie.ulisboa.pt

Edital para o concurso de bolsas de Doutoramento 2019, programa TELSC​


Edital Bolsas TELSC.jpg